Monday, March 19, 2007

ENTREVISTA COM A BANDA DISCARGA VIOLENTA

Hoje não estaremos colocando nenhum arquivo para Download mas uma entrevista com a banda Anarco-Punk Discarga Violenta, vamos procurar a partir de hoje abrir esse novo espaço no nosso blog tanto para as bandas se manifestarem quanto para que as pessoas que admiram o trabalho das mesmas possam obter informações sobre trabalhos, divulgações ideológicas, shows e qualquer outra informação pertinente.

Entrevista concedida pelo nosso amigo Renato Maia.

CentralPunkRock: Renato Maia primeiramente gostaria de dizer o Discarga Violenta é uma banda que influenciou e influencia várias bandas da região Centro-Oeste, tanto pela atitude na defesa dos ideais libertários quanto pela qualidade e principalmente variedade no trabalho, sou até suspeito pois tenho o Discarga como uma das 5 melhores bandas punks e/ou anarquistas da estória, lembro-me da época das cartas, do DADA que é um trabalho fenomenal mas vamos lá....

CentralPunkrock: Como foi dito acima o Discarga Violenta foi e é uma banda que influencia a varias outras, faça um pequeno resumo da estória da banda para aqueles que ainda não conhecem ou tem vontade de conhecer?
Renato: É legal saber que motivamos as pessoas de alguma forma, no entanto as vezes nos sentimos incomodados com um certo status que vai se cristalizando e que achamos contraditório para qualquer banda punk. A banda existe desde 1988 e fazemos questão de manter a mesma postura sem admitir sequer a hipótese de nos beneficiarmos ou recebermos certos privilégios por ser uma banda “das antigas” e ter feito alguns trabalhos significativos. Somos anarco-punks e nossa preocupação maior não é com a música, sempre tentamos utilizar a banda como um instrumento de propagação das idéias libertárias e anti-capitalistas.
Lançamos alguns materiais em vinil, tivemos mudanças na formação do grupo e hoje estamos reduzidos a uma dupla (eu e glauco) e fizemos uma nova gravação no final de 2006 com alguns sons num estilo mais diferente, no entanto atualmente temos voltado prá um som mais rápido e curtinho como sempre foi característica da banda.

CentralPunkrock: Como você avalia a diversidade da banda? É proposital levando em conta a diversidade de trabalhos como o DADA, o Cosmopolita e agora o Barbárie? E como é feito o trabalho de criação dentro do Discarga Violenta?
Renato: Nunca ficamos presos a rótulos musicais e tentamos trabalhar com as diferentes influências de cada integrante que passou ou que está na banda, acho que é por isso que alguns sons soam bem diferentes. Também não hesitamos em experimentar, em inovar. É incrível, mas se vc perguntasse quais as bandas que nos influencia e tal seria muito difícil de responder, pois realmente não temos nenhuma referência sonora. Existem bandas que gostamos, que ouvimos, mas na hora de elaborar as letras, os sons, tudo sai de forma muito espontânea e coletiva.

CentralPunkrock: Como anda a cena Punk/Anarco da região Nordeste? Tem crescido? A cena é unida? Com certeza, na minha opinião, existem bandas que hoje estão na ativa ou que já existiram que na minha concepção deveriam ter um maior reconhecimento ou repercussão a nível nacional o que você acha a respeito disso?
Renato: A realidade aqui da região atualmente não tem sido favorável a cena anarcopunk. A desarticulação e a inatividade são bem evidentes, mas é sempre uma questão de fases. Tem períodos onde as produções e as atividades movimentam com uma intensidade impressionante e em outros períodos acontece o que está ocorrendo agora, quase nada se movimenta.
Com relação a repercussão ou reconhecimento a nível nacional acho isso irrelevante. Pra gente mesmo o que importa é a satisfação pessoal, é saber que estamos fazendo o que gostamos e que, como vc falou, reflete ou causa influencia em pessoas que são nossas amigas e que dividem coisas conosco e nem sei se esse tipo de sentimento se encaixaria em algo mais amplo que massificasse, entende? Pra gente é bem mais interessante essa coisa intima, envolta num sentimento gostoso que sempre produz boas e duradouras amizades. Nem nos preocupamos se ficamos restritos a um gueto punk ou a um circulo pequeno de amigos, o que importa é conseguir manter esses laços que aconchegam, que nos faz sentir bem e saber que temos amigos em vários pontos do mundo e que essa amizade, que essa aproximação, foi impulsionada pelo que produzimos, pelo que geramos a partir do punk, a partir da banda. Isso é muito legal.

CentralPunkrock: Gostaríamos que você deixasse um recado pra galera que acessa a Central PunkRock e também para todos os que admiram o trabalho do Discarga Violenta?
Renato: Acho importante que se okupe todos os espaços, que estejamos presentes sempre. A internet é um bom meio para trocarmos idéias, para expor o que pensamos e alargar nossos contatos, nossa forma de pensar. Só acho que não se pode deixar dominar, ficar restrito ao mundo virtual. É preciso fazer essas informações circularem no cotidiano, no nosso relacionamento com as pessoas que estão próximas. Seria legal ver uma edição da Central Punk Rock circulando de forma impressa também. Um zine com toda essa abragência que a internet nos oferece seria muito bacana.
Quem tiver afim de saber mais sobre a banda ou alguma outra informação da cena aqui em Natal nos contate, vamos nos aproximar mais... chega desses relacionamentos frios e distantes. Somos uma banda e podemos estar em cima de um palco, mas também somos público, também estamos no meio do pogo, das rodas de conversa. Não tem que existir essa diferença. Sigamos adiante!! Valeu Flávio e é muito bom reencontra-lo e saber que continuas produzindo e fazendo suas correrias. Toda força!!!



4 comments:

Anonymous said...

Mantenham este espírito de Blog de músicas mesclado a zine, é a melhor maneira possível. Aproveintando (de novo) qual a senha de descompactação dos LPs dos Ramones ????????????????????????????????????/

Flávio Moraes said...

Obrigado Anonimo pela opinião, todas as senhas da central são www.centralpunkrock.blogspot.com, procure digitas-las ao inves de copiar pois quando se copia sempre vem com espaço.

Abraços!!

fillho said...

Acompanho o discarga desde os meus tempos de fanzineiros,continuem na luta...

ZkDiniz said...

Porra faz tempo q n via nada do Maia, xero na bunda fio! Blog MASSA! Este, olha o meu http://zkdiniz.blogspot.com.

Seguidores